felipebaudouin

Minha vida na Inglaterra

Era só o que faltava!!

calvin_assustado

A que ponto o brasileiro chegou!! Eu estou em estado catatônico até agora!! Estou mumificado!!  Pode parecer besteira pra uns, mas para quem vive fora, como eu, há tantos anos, esse tipo de coisa ainda consegue chocar. A musiquinha, se é que isso pode ser chamado música, com a qual eu acabei de me deparar me deixou  até com vontade de fazer cocô!! Eu não sei se essa porcaria está famosa no Brasil inteiro ou somente no Rio, mas dêem uma sacada na letra do versinho dessa música. Mas antes, aos queridos e amados leitores mais sensíveis que não suportam ouvir ou ler palavrão, agora é a hora de parar de ler esse post e ir tomar aquele cafezinho. Bom, eu avisei. Aqui vai – “Novinha fica tranquila, a novinha esculaxa. Vai com o cheiro da piroca pra casa!”. Como é que é???? Eu ouvi isso mesmo ou será que o meu português está ficando tão enferrujado que eu não o entendo mais? Só pra confirmar que eu não estou sofrendo de alucinação ou demência, dêem uma olhada aqui nesse link fazendo o favor e me digam se foi isso mesmo o que eu ouvi – http://www.youtube.com/watch?v=AACgX7TZQow. Então? Eu ouvi isso mesmo? Foi o que eu imaginei.

Pelo amor de Deus!! Jesus, Maria e José!! Essa é de fazer defunto levantar da cova! Eu fico tentando imaginar a cena nos bailes funks do Rio quando essa música toca. Se na época da “boquinha da garrafa” já era aquele espetáculo deprimente, eu nem imagino o que acontece quando tocam esse lixo. Os homens, na certa,  colocando a…. bom, é piroca mesmo. Colocando piroca pra fora, girando-a pra lá e pra cá, dando pirocada na cara das que estiverem dançando por perto. E elas vão que vão,  rebolando e abaixando o bundão  e roçando o xiri na calçada. Que coisa mais patética! Deprimente, deplorável, atordoante e execrável! E  a “boquinha da garrafa” já deve ter sido substuída pelo “gargalo do botijão” há muito tempo. E pra terminar? Será que fazem conforme a música? Não duvido nada! Devem chegar em casa exatamente nesse estado – cheirando a piroca! Melhor ficar em casa lavando roupa!  E o pior é que nessa dança tem um monte de adolescentes participando. E os pais deixam as filhas frequentarem esse tipo de lugar que toca esse lixo. Ai depois a filha de 14 anos aparece em casa “buchuda”, a mãe pergunta aonde foi que errou. E resolve entrar pra Igreja Universal do Reino de Deus!

Dizer que a mulher brasileira é sexualizada desde muito cedo (desde a gestação pra ser mais preciso) é fazer cócegas em pata de elefante. A mulher brasileira é reduzida pela mídia a um pedaço de carne com peruca, isso sim. E o pior é que ainda se deleitam aos acordes de “vagabunda”, “cachorra”, “dadeira”, “chupadora de rôla”, “bixiguenta”, “mal-lavada”, “xexelenta” e por aí vai. Eu tenho é pena de quem ouve esse tipo de coisa. Quem grava certamente deve ter sido criado por macacos ou capivaras bem no meio da floresta da Tijuca. Não deve ter tido mãe, irmãs, tias ou primas. E pra piorar ainda deve estar faturando um absurdo de dinheiro. Eu só quero ver qual vai ser a próxima. Aliás não! Não quero ver não! Prefiro permanecer oblívio a esse tipo de baixaria que (graças a Deus) já não faz parte da minha vida há muitos anos.  E põe anos nisso!

É meus queridos leitores, bom gosto é que nem ter olhos verdes – ou você nasce com ou nasce sem. Não adianta colocar lente de contato colorida não que todo mundo percebe que por detrás do verde se esconde o castanho.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on August 7, 2013 by .

Navigation

%d bloggers like this: